sábado, 28 de abril de 2007

Todos Pela Educação


Mais de uma semana separa este post do último que havia escrito. Praticamente um grito de glória. O anterior. Coisa que só um gremista neste exato momento do Planeta Terra, e em dois campeonatos diferentes, pode fazer: gritar. E de glória!

Mas deixemos o futebol, paixão nacional, de lado, para comentar falar de outra glória: o Compromisso Todos Pela Educação. A coisa é mais ou menos assim: imaginem o Brasil independente...Porque ninguém aqui acredita que nosso País tenha alcançado esse patamar de liberdade, apesar do 7 de Setembro outrora proclamado às margens do Ipiranga.

Pois como eu ía dizendo...imaginem o Brasil independente...Coisa bacana. Todo mundo chegando aonde quer chegar, vivendo uma vida de direitos de fato, realizando pessoalmente e profissionalmente. Em casa, tudo bem. Com saúde, alimento na mesa, estudo e trabalho. Coisa boa.

E como acho que tudo isso só é possível por meio da educação - aquela coisa básica de ler as letrinhas e saber o que diz ali, aquela coisa gostosa de colocar no papel e na tela do computador idéias e valores e se fazer entender - estou falando do Compromisso Todos Pela Educação.

Que é uma junção de pessoas, cabeças e boas idéias que pretendem chegar a isso aqui:

Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola.
Todos os alunos concluindo o Ensino Fundamental e o Ensino Médio.
Toda criança de 8 anos sabendo ler e escrever.
Todo aluno aprendendo o que é apropriado para a sua série.
Investimento na Educação Básica e bem gerido

Então, amigos... quem sabe adotamos uma turma de alfabetização? Assim, de corpo e alma? Com direito a visitas, doações de material, sessões de cultura e lazer pra garotada?

Um comentário:

Cássia disse...

E como a gente faz isso, Adri?